Miras de Nivelamento



Responder Mensagem
    Responder com Citação

Miras de Nivelamento

GLEIDSON DA SILVA SALVADO » Qui, 15 Set 2016, 20:32

MIRAS DE NIVELAMENTO

A mira constitui parte integrante do instrumento usado em nivelamento de precisão. Existem dois tipos de miras; a denominada mira falante e a mira de corrediça, estando esta última, praticamente, em desuso nas operações topográficas. A mira falante tem a grande vantagem de possibilitar que sejam determinadas, diretamente, do aparelho, com auxílio dos fios estadimétricos do retículo da luneta, as alturas de visadas aos pontos topográficos. As miras falantes são construídas de peças de madeira de seção retangular e devidamente graduadas. Apresentam, geralmente, o comprimento de quatro metros e seção de 8 x 2 ou 4 centímetros e reforçadas, nas extremidades superior e inferior, por guarnições metálicas. As miras falantes de uso, em operações desnivelamento, são graduadas em centímetros aparecendo os números arábicos representando os decímetros e os pontos vermelhos indicando altura de leitura correspondente ao número em metros. As miras podem apresentar graduações direta ou invertida. De preferência, a mira de graduação direta deve ser usada, quando o aparelho empregado for de luneta terrestre; e a de graduação invertida quando a luneta for astronómica, fornecendo, portanto, imagem inversa do objeto visado. Em nivelamento, deve-se proceder à leitura na mira tendo-se, como referência, o fio médio horizontal que aparece projetado sobre a imagem da mira colocada, verticalmente, no ponto topográfico a ser nivelado. Existem lunetas que trazem também fios estadimétricos verticais, para serem usados em estadia horizontal, isto é, a mira neste caso deve ser colocada com auxílio de tripé em posição horizontal. Segundo a modalidade de construção, as miras falantes podem ser classificadas em: mira de dobrar e mira de encaixe, sendo esta última a mais usada, em virtude da facilidade de manejo e de transporte.

Mira de dobrar consta de duas peças de madeira graduadas e devidamente unidas por meio de dobradiças, possibilitando a sua articulação. Para o transporte, a mira é fechada, escala contra escala métrica, por meio de alça de couro. Quando em uso, a mira é aberta e a fixação da articulação é feita com auxílio de parafuso próprio, situado em dispositivo metálico, existente na face posterior da mira. Em se tratando de miras, relativamente pesadas para o seu manejo, durante as operações de campo, apresentam em sua face posterior alças metálicas, e, às vezes, nível esférico que possibilitam ao auxiliar de campo mantê-las, em posição vertical, nos pontos topográficos, no momento de leitura.

Mira de Encaixe

É constituída de três peças de madeira, em forma de caixas prismáticas e seções retangulares, sendo que a primeira se encaixa na segunda, e este conjunto na terceira. Todas as peças são reforçadas em suas extremidades, por guarnições metálicas. Quando em uso, as peças são desencaixadas umas das outras até o ponto de ajuste do dispositivo, ficando nesta condição com a altura de 4 metros. Para leituras em distâncias, relativamente, pequenas, não há necessidade de desencaixar todas as peças, podendo mesmo trabalhar somente com a parte inferior da mira. Para evitar causas dos erros nas leituras, deve-se instruir ao auxiliar de campo que ao desencaixar as partes componentes da mira, seja, rigorosamente, observado o perfeito ajuste das peças.

Os principiantes encontram, às vezes, alguma dificuldade na leitura da mira, o que poderá ser contornada lembrando-se das seguintes recomendações: a) a mira é uma escala métrica vista de longe com auxilio de uma luneta; b) a leitura na mira é constituída de um número de quatro casas decimais (o metro, decímetro, centímetro e milímetro por estimativa). Portanto, temos na mira quatro algarismos para cada leitura (0,020; 1,055; 2,235; 3,540; 3,905, etc.); c) para evitar erro deve-se observar o sentido do crescimento da graduação. Se o aparelho empregado fornece imagem direta, a graduação da mira cresce de baixo para cima, e se for de luneta astronómica, a graduação cresce de cima para baixo; d) os pontos vermelhos que aparecem nas miras indicam o número de metros (um ponto, um metro; dois pontos, dois metros e três pontos vermelhos indicam a altura de três metros de leitura); e) verificar se a mira está perfeitamente ajustada nos pontos de fixação do encaixe.


GLEIDSON DA SILVA SALVADO
Usuário Nível 1
Usuário Nível 1
 
Mensagens: 13
Registrado em: Quinta-Feira, 15 de Setembro de 2016

    Fórum E-Civil »


    Fórum E-Civil
    Advertising
    Advertising
    Registrado em: Segunda-Feira, 21 de Abril de 2003



    Responder Mensagem

    • Tópicos relacionados
      Respostas
      Última Mensagem

    Notícias

    Enviar Mensagens Novas: Proibído.
    Responder Tópicos Proibído.
    Editar Mensagens: Proibído.
    Excluir Mensagens: Proibído.
    Votar em Enquetes: Proibído.