Entendendo a NBR 6118



Responder Mensagem
    Responder com Citação

Entendendo a NBR 6118

flesch » Sex, 27 Jul 2012, 19:18

Galera, eu me formei em engenharia há 1 ano, e, durante este tempo, trabalhando como project manager, resolvi voltar agora a estudar concreto armado, para começar a fazer projetos estruturais.

Porém a NBR 6118 é extremamente anti prática, deve ser a norma mais horrível da história, quase impossível de entender por um humilde QI 130, sem a ajuda de livros.

Alguém que saiba projetar estruturas de concreto, e entende a norma, como ela é estruturada, poderia dar uma luz em relação a ela?

Por exemplo, eu vejo nos livros o cálculo de laje utilizando tabelas que são em função das faces engastadas ou livres, calculando d>=l/eps1*eps2,
mas não encontro isto na norma.

Alguma luz?


flesch
Usuário Nível 1
Usuário Nível 1
 
Mensagens: 8
Registrado em: Sexta-Feira, 28 de Agosto de 2009
Localização: Porto Alegre

    Fórum E-Civil »


    Fórum E-Civil
    Advertising
    Advertising
    Registrado em: Segunda-Feira, 21 de Abril de 2003


      Responder com Citação

    edmarferreirajr » Sáb, 28 Jul 2012, 15:36

    Caro Flesch,

    Concreto Armado Eu te Amo, do professor Manoel Henrique Campos Botelho. Muitíssimo didático e elucidativo. Procure uma edição atualizada que já contenha as tabelas compatíveis com os Fck's atuais da 6118
    Abraço,

    _________________
    Edmar
    arquiteto e urbanista

    “Procura sempre a perfeição. Nunca te deixes abater. Eleva-te sempre às circunstâncias.”
    Herculano Pires

    edmarferreirajr
    Usuário Nível 3
    Usuário Nível 3
     
    Mensagens: 107
    Registrado em: Segunda-Feira, 29 de Novembro de 2010

        Responder com Citação

      Alex Barreto Cypriano » Dom, 29 Jul 2012, 09:57

      flesch
      Moço, salvo engano, não entendi: se você trabalha como gerente de projeto (e sendo, suponho, um jovem, deve ser alguém de extraordinário talento para ter alcançado tal posição após tão pouco tempo de formado), julgo que não precisaria dimensionar estruturas ou conhecer detalhes de normas, pois tal é mister do calculista e projetista de estruturas (aquele mesmo que concorrerá ao empreendimento com um trabalho específico sob seu gerenciamento). De toda forma, tal não impediria o seu estudo do concreto armado: na introdução do mesmo livro que Edmar citou (volume 2, reimpressão de 2005), o autor MHCB recomenda a consulta à "Prática recomendada pelo IBRACON para estruturas de edifícios nível 1 - Comitê Técnico CT 301" editada em 2000. Nunca consultei, mas a referência parece útil.
      Boa sorte.

      Alex Barreto Cypriano
      Usuário Nível 3
      Usuário Nível 3
       
      Mensagens: 133
      Registrado em: Quarta-Feira, 16 de Fevereiro de 2011

          Responder com Citação

        Entendendo a NBR 6118

        IsaacdeCristo » Dom, 29 Jul 2012, 10:25

        Caro Flesch,

        Antes preferi não responder para não parecer "intriga" mas lendo a resposta do Cypriano, sou obrigado a concordar com ele, ainda mais considerando a escassez de profissionais qualificados em que anda o mercado da Construção Civil.

        _________________
        Brick wallVai construir, reformar ou investir em imóveis? Tem dúvidas? Leia antes o livro
        http://www.CONHECENDOOBRAS.com.br

        IsaacdeCristo
        Colaborador Nível 5
        Colaborador Nível 5
         
        Mensagens: 3103
        Registrado em: Quarta-Feira, 3 de Junho de 2009
        Localização: Camaçari - Bahia - Brasil

          Fórum E-Civil »


          Fórum E-Civil
          Advertising
          Advertising
          Registrado em: Segunda-Feira, 21 de Abril de 2003

            Responder com Citação

          Revisão de 2003 - Cisalhamento

          Marcelo Pierre de Lima » Sáb, 08 Jun 2013, 19:46

          Sou novo por aqui e aproveitando esse tópico, farei uma observação sobre o cisalhamento.

          Na revisão que houve na NBR6118, percebi que as fórmulas de determinar a área de aço para cisalhamento mudaram em relação a antiga NB-1/1978. Pois bem, na NBR6118/2003, eu percebi 2 modelos de cálculo: Modelo I e Modelo II. Eu, particularmente, não entendi o porquê de a norma adotar 2 modelos para calcular a solicitação por cisalhamento. Alguém poderia me explicar isso? Obrigado a quem puder responder.

          Marcelo Pierre de Lima
          Usuário Nível 1
          Usuário Nível 1
           
          Mensagens: 7
          Registrado em: Sábado, 8 de Junho de 2013
          Localização: Rio de Janeiro - RJ

              Responder com Citação

            Calculo Estrutural

            Guilherme Garc » Seg, 10 Jun 2013, 09:58

            Caro Fresch,

            Envie-me um e-mail (garcsimonn@gmail.com), que eu mando para você um material comentado passo a passo de cada peça estrutural e vejo se tenho os ábacos de Montoya.

            Marcelo, posso enviar a você também. Não posso te responder de memória, mas tenho quase certeza que no material que tenho isso é citado com certa propriedade.

            Abraços,

            _________________
            Abraços e bons trabalhos.

            Projetos e Consultorias em materiais
            Soluções sustentáveis
            Estudos de Viabilidade

            Guilherme Custódio Garcia Jr
            garcsimonn@gmail.com
            11- 9 9407 8585
            11- 9 8516 0420

            Guilherme Garc
            Usuário Nível 4
            Usuário Nível 4
             
            Mensagens: 163
            Registrado em: Sexta-Feira, 18 de Janeiro de 2013
            Localização: São Paulo - SP


              Responder Mensagem

              • Tópicos relacionados
                Respostas
                Última Mensagem

              Cálculo Estrutural

              Enviar Mensagens Novas: Proibído.
              Responder Tópicos Proibído.
              Editar Mensagens: Proibído.
              Excluir Mensagens: Proibído.
              Votar em Enquetes: Proibído.