Cálculo da Taxa de Ocupação e Coeficiente de Aproveitamento



Responder Mensagem
    Responder com Citação

Cálculo da Taxa de Ocupação e Coeficiente de Aproveitamento

GLEIDSON DA SILVA SALVADO » Qui, 15 Set 2016, 20:13

Para o cálculo de áreas de um projeto, seja ela construção nova ou regularização, o mais importante que vocês devem ter sempre em mente é:

Área coberta: Toda área coberta CONTA como área construída. Não importa qual ambiente ou qual pavimento seja, se existe uma cobertura sobre ela, então contabiliza-se para o quadro de áreas. Exceto pavimentos com pé direito duplo, aí você conta a área uma vez só.

Beiral: Beiral de até 1,00 m de largura NÃO CONTABILIZA como área construída, portanto não entra para o quadro de áreas. Mas se o beiral passar de 1,00 m ao fazer o cálculo de áreas, você deve fazer o contorno do perímetro da edificação não pelo extremo externo da parede, mas sim pelo contorno da cobertura, ou seja, a projeção do beiral. Na maioria das prefeituras que trabalhei funcionou assim.

Antes de se iniciar um projeto, você deve consultar o Código de Obras da cidade antes de iniciar qualquer traço no projeto pois cada prefeitura tem o seu código de obras, com suas características e exigências próprias regidas por um plano diretor.

Temos muitas prefeituras em nosso país, portanto seria leviano afirmar que todas trabalham da mesma maneira.

Cada prefeitura tem seu procedimento padrão, suas leis e seus códigos de obras, porém sabemos por experiência profissional que existe o procedimento mínimo a ser atendido para se aprovar um projeto de prefeitura, seja ele qual for: construção, regularização, etc.

Sobre o quadro de áreas:
Nesse local estarão indicadas quais são as áreas do lote, assim como as áreas a construir, a reformar, a acrescer e/ou a demolir, coeficiente de aproveitamento, taxa de ocupação, entre outras áreas do seu projeto.

As áreas são indicadas por pavimentos e são separadas por áreas computáveis e não computáveis:

Você pode criar o seu quadro como você quiser, o importante é que você separe as áreas corretamente.

Áreas computáveis: são as áreas habitáveis, área onde costumamos usar o ambiente. São as áreas dos pavimentos, lembrando que Garagem Coberta também entra nessa contagem.

As áreas não computáveis: são as áreas de obras complementares, como piscina e casa de máquinas.

Nesse local também serão anotados os índices urbanísticos como as taxas de ocupação e coeficiente ou índice de aproveitamento.

Para facilitar a verificação do cálculo de áreas é necessário preparar um memorial de áreas.

Assim, você consegue separar e visualizar as áreas visualmente, o que facilitará o correto preenchimento do quadro de áreas no selo prefeitura.

A parte mais difícil para quem não conhece é calcular o TO ( taxa de ocupação) e IA ( índice de aproveitamento) ou CA (coeficiente de apoveitamento).

Mas para isso existe uma regrinha básica muito fácil de ser guardada.

Com essa fórmula você consegue fazer os cálculos e inserí-los no quadro de áreas sem confusão:

TO = ÁREA TOTAL CONSTRUIDA DO PAV. TÉRREO

ÁREA TOTAL DO LOTE

CA = ÁREA ÚTIL TOTAL CONSTRUÍDA

ÁREA TOTAL DO LOTE

Mas lembre-se, para esses cálculos só entram na contagem as áreas computáveis.

Subsolos também não entram na contagem do CA, pois ele está abaixo do nível da rua e CA é sobre o aproveitamento a partir do nível da rua.

Agora você já sabe como calcular o coeficiente de aproveitamento e a taxa de ocupação de seu projeto.

Bons estudos, bons projetos e muito bons negócios!


GLEIDSON DA SILVA SALVADO
Usuário Nível 1
Usuário Nível 1
 
Mensagens: 13
Registrado em: Quinta-Feira, 15 de Setembro de 2016

    Fórum E-Civil »


    Fórum E-Civil
    Advertising
    Advertising
    Registrado em: Segunda-Feira, 21 de Abril de 2003



    Responder Mensagem

    • Tópicos relacionados
      Respostas
      Última Mensagem

    Notícias

    Enviar Mensagens Novas: Proibído.
    Responder Tópicos Proibído.
    Editar Mensagens: Proibído.
    Excluir Mensagens: Proibído.
    Votar em Enquetes: Proibído.