Laje treliçada de isopor sem malha de ferro. Qual os riscos?


Responder Mensagem
    Responder com Citação

Laje treliçada de isopor sem malha de ferro. Qual os riscos?

andrezuk
postou em Qui, 14 Jul 2011, 09:47
Usuário Novato | Mensagens: 1

    Contratei um mestre de obras para construção de uma varanda de aproximadamente 2,5 m x 8,0 m de área. Parte da varanda é suspensa, altura 5 metros aproximadamente. Foi decidido que a estrutura seria uma laje treliçada com isopor.. Pois bem, a varanda já está pronta.. Para minha surpresa, fui informado que , durante a concretagem, os pedreiros não usaram nenhuma malha de ferro por cima da Laje. Ficou apenas uma camada de concreto.. Estou muito preocupado com isso..O fundo é isopor.. Será que corro algum tipo de risco? Por exemplo, se eventualmente colocar uma carga pesada, tipo uma mesa de sinuca na varanda, corro o risco dela " afundar ", causando uma tragédia? Existe alguma norma técnica que indique o uso de malhas na laje?

    Quem puder me orientar, agradeço....


      Responder com Citação

    Fórum E-Civil
    postou em
    Advertising



      Responder com Citação

    CARCAMANO
    postou em Qui, 14 Jul 2011, 10:19
    Usuário Nível 5 | Mensagens: 231

      Sempre é usual e recomendado usa uma malha transversalmente as vigotas. Serve para evitar fissuras como também estruturar a laje na outra direção ( a laje fica armana nas duas direções, bi-direcional ) . Geralmente ñ é uma malha densa....mas sempre uso isso. Nesse caso você está com uma laje uni-direcional. Dependendo do uso, creio que ñ terá problemas.

        Responder com Citação

      Bruno
      postou em Qui, 14 Jul 2011, 22:32
      Usuário Nível 4 | Mensagens: 168

        André, como sua laje tem 2,5x8,0m ela pode ser considerada uni-direcional e dispensa a armadura no outro sentido, desde que tenha as vigotas dimensionadas para este uso.

        Abs,

        _________________
        Bruno Gonçalves Faria
        Cálculo Estrutural
        bruno.gfaria@gmail.com

          Responder com Citação

        Laje treliçada de isopor sem malha de ferro há riscos?

        IsaacdeCristo
        postou em Qui, 14 Jul 2011, 23:30
        Colaborador Nível 5 | Mensagens: 3222

          Caro André,

          Não foi uma atitude tecnicamente correta ter feito a laje sem a armadura longitudinal, mas como se trata de uma laje para uso residencial, não há razão pra desespero, aliás, bom tomar este exemplo como lição e da próxima vez não hesite em contratar um profissional, afinal a tranquilidade e a segurança valem muito mais à pena que qualquer economia...

          _________________
          Brick wallVai construir, reformar ou investir em imóveis?
          Leia o livro "CONHECENDO OBRAS" 3ª Ed
          Autor: ISAAC DE CRISTO - Arquiteto (CAU: 171432-5)

          www.isaacdecristo.com.br

            Responder com Citação

          Fórum E-Civil
          postou em
          Advertising


            Responder com Citação

          Paulo R Caravellas da Cal
          postou em Sáb, 23 Jul 2011, 19:37
          Usuário Nível 1 | Mensagens: 27

            A laje é de 2,50 x8,00 m, é provável que tenha sido armada com as vigotas na menor dimensão, isto é de 2,50m, logo realmente é uma laje armada em uma direção. Deve ter sido usada vigota de 8cm, com EPS com 30cm (entre-eixos e capa de 4cm.

            Armadura transversal é uma "vigota" perpendicular a direção das vigotas treliçadas e indicada para vão maior que 4 m, o que não deve ser seu caso.

            No entanto, a malha (Gerdau-POP média) da mesa das vigotas da laje ou seja "capa" da laje, é necessária para distribuir as cargas e momentos positivos nas bordas da laje.

            Como foi usado EPS, certamente nos inter-eixos, ou seja nas áreas entre as vigotas a laje está com resistencia comprometida e pode não resistir a carga (acidental) recomendada de 150kfg/m2.

            Também não sabemos o concreto usado e a espessura da capa, logo ...

            Sinto muito mas,creio que realmente voce poderá ter problemas.

            Se tiver oportunidade, procure consultar um Eng na sua região para sua segurança.

            [],Eng CCal

            _________________
            Eng. Caravellas da Cal

              Responder com Citação

            ESTEVÃO T.
            postou em Sáb, 13 Ago 2011, 10:51
            Usuário Novato | Mensagens: 2

              O fato de ser EPS ou se fosse lajota cerâmica não mudaria nada a situação estrutural. A função desses materiais é apenas de enchimento e servir de forma para o concreto da capa.
              Como a direção dos trilhos deve ser a do menor vão (2,50m), acredito que não haverá problemas.
              Uma informação: essa laje está em balanço? É isso que entendi com "varanda suspensa"?

                Responder com Citação

              franklinvv
              postou em Dom, 22 Jul 2012, 15:56
              Usuário Novato | Mensagens: 1

                Estou com um problema parecido aqui em casa, com a diferença que minha laje nao é de isopor e sim de cerâmica e a varanda é menor. Eu li que a laje de isopor (http://www.gigatudo.com/laje-de-isopor-ou-laje-ceramica/) é mais leve que lajes de cerâmica usando esse site como referência http://www.gigatudo.com/laje-de-isopor-ou-laje-ceramica/, nesse caso eu correria algum risco pela mesma ser mais pesada? Ou posso ficar despreocupado? [/i]

                  Responder com Citação

                Fórum E-Civil
                postou em
                Advertising


                  Responder com Citação

                MeketrefiS
                postou em Ter, 14 Ago 2012, 21:44
                Usuário Nível 3 | Mensagens: 130

                  Conselho de amigo, comece a ficar preocupado. Se voce utilizar uma carga pontual, concerteza tera problemas, o EPS não tem resistencia nenhuma nem tampouco um concreto com espessura de 4,0 cm sem aço em sua estrutura. Como nossos amigos ja disseram este tipo de laje é unidirecional, e a norma recomenda um minimo de 0,6 cm²/m de armadura Minima. Em minhas obras costumo utilizar Painel Treliçado com EPS, são paineis de 20 ou 30 cm de laregura encostados uns aos outros, com a inserção do EPS somente na parte superior ( www.m3sp.com.br), alem de ser mais leves, são economicamente viaveis e o acabamento final impecavel.

                  _________________
                  mhfranhan@uol.com.br
                  (11) 9320.5399

                    Responder com Citação

                  n1albertop
                  postou em Ter, 15 Abr 2014, 12:13
                  Usuário Novato | Mensagens: 1

                    Amigo:

                    Uma laje com malha no sentido contrário ao sentido das vigotas não é uma laje bi-direcional. Para ser considerada bidirecional, devem ser criadas nervuras no outro sentido. Assim, é necessário abrir espaços entre as peças de eps com o mesmo entreeixo da laje pré, colocando-se entre esses espaços a mesma quantidade e dimensão de fios de aço que forem os fios inferiores da armação treliçada. Exemplo: em uma laje h8 normalmente 645, onde o 6 significa a bitola do fio superior da treliça, o quatro é o sinusóide que faz a ligação entre os fios inferiores e o superior e por fim o 5 que significa a bitola do fio inferior. Se for esse o caso, usar-se-ão 2 fios de 5mm a cada 42 cm no sentido contrário ao das vigotas. Esses fios devcem ser colocados e amarrados com arame imediatamente sobre a parte concretada das vigotas, ou seja, debaixo do fio superior entre os espaços de 10 cm abertos entre as peças de eps. Ainda assim, será necessário usar uma malha de distribuição tipo pop na mesa da laje, o que evita fissuras, ainda que pouco comuns em lajes bi, e auxilia na distribuição das cargas.

                    No caso especifico do nosso amigo, o principio é de que toda laje pré, seja ela nervurada mista, painel, protendida, autoportante, etc, necessita da malha de distribuição.

                    Não significa que sua laje possa cair. O que pode acontecer é coincidir a carga pontual, ou seja, os pés da mesa de sinuca sobre uma área entre as vigotas, onde só houvesse a capa de concreto com a espessura da mesa da laje que normalmente é de 4 cm e aí, afundar o(os) pé (pés) da mesa de sinuca.

                    A sua laje, se estiver no sentido dos 2,5m, não "pede" armadura adicional, ela suporta tranquilamente os 150KGf/m2 (claro, se a estrutura sobre a qual ela esta estiver, houver sido dimensionada para isso), como anteriormente ressalvado, desde que essa carga seja distribuída e não pontual.

                    Para eliminar seu medo inicial da mesa de sinuca, coloque-a sobre uma base, mesmo que de um compensado com uns 20mm, o que distribuirá o peso da mesa.

                    Outra solução menos caseira: Caso o contrapiso ainda não tenha sido feito, faça-o usando uma malha pop. se já foi feito um contrapiso, poderia retirar-lo e fazer outro usando a mesma malha pop. Isso atenuaria seus problemas em no mínimo 80%.

                    _________________
                    Alberto

                      Responder com Citação

                    Laje sem ferragem

                    João Silva.
                    postou em Sáb, 06 Jan 2018, 09:00
                    Visitante

                      Bom dia, mandei o pedreiro fazer uma laje que é 4:90 de lagura por 6 metros de comprimento aconpanhei a fundação tudo correto e mostrei ate ao engenheiro tudo blz, mais fui informado que na laje não teve nenhum material de ferro só o isopor, treliça e concreto.
                      Estou muito preocupado.


                      Responder Mensagem

                      • Tópicos relacionados

                      Cálculo Estrutural